Logotipo Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira
Salvaguardamos e valorizamos o património documental e bibliográfico da Região.
Início 2019-03-22T13:42:27+00:00

Acervo de Gino Romoli (1906-1982)

A divulgação do arquivo fotográfico de Gino Romoli (1906-1982) concretiza mais um passo na inventariação sistemática dos fundos provenientes do Photographia – Museu “Vicentes”. Reúne ao todo um conjunto de 100 imagens, a preto e branco e a cores, que reproduzem paisagens e aspetos do quotidiano das Ilhas da Madeira e do Porto Santo, bem como espécies botânicas e espaços ajardinados.

Evidencia-se ainda um núcleo relevante de retratos de exterior, da autoria de Gino Romoli e, maioritariamente, de outras autorias. Consulte o instrumento descritivo e o dossier de divulgação.

O ABM destaca

Primórdios da emigração madeirense para a Venezuela

O ABM reúne um conjunto significativo de fontes documentais para o estudo da emigração madeirense e, neste particular, para a Venezuela. São exemplos os processos de passaporte (arquivo do Governo Civil do Distrito do Funchal – GCFUN) disponibilizados em plataforma digital.

Sobre esta temática destacamos um ofício do governador civil do Distrito do Funchal ao Ministro dos Estrangeiros, datado de 03-08-1939, propondo a sua melhor atenção para a possibilidade de se encetar uma «emigração de experiência» de trabalhadores madeirenses para a Venezuela, por defender que esta seria uma solução para «um apreciável excesso demográfico» que então se fazia registar na Madeira.

ABM, Governo Civil do Distrito do Funchal, caixa 813, n.º 16.

Exposição fotográfica e documental

“Imagens e Memória do Concelho da Calheta”

O ABM abriu ao público, no dia 9 de março, a exposição fotográfica e documental “Imagens e Memória do Concelho da Calheta”, numa parceria com o Mudas.Museu de Arte Contemporânea da Madeira.
Nesta exposição são apresentadas memórias antigas do concelho, através de uma seleção de imagens de todas as freguesias e de um conjunto de documentos de tipologia diversa. Destacam-se fotografias de alguns aspetos do património edificado e da arquitetura, já desaparecidos e também de pormenores de igrejas e capelas, cenas do quotidiano rural e paisagens.  Da documentação exposta destacamos o treslado da carta de D. Manuel I que torna vila o lugar da Calheta – uma reprodução cedida ao ABM pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo.
As imagens apresentadas são provenientes da Coleção Fotográfica do ABM e do acervo do Photographia – Museu “Vicentes”. A exposição estará aberta ao público, no Museu de Arte Contemporânea, até 14 de abril. Este projeto do ABM, que se enquadra no conjunto das comemorações dos 600 anos da descoberta do arquipélago da Madeira, deverá percorrer todos os concelhos da Região. No presente ano de 2019 serão inauguradas exposições similares nos concelhos de Câmara de Lobos, São Vicente e Machico.