Logotipo Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira
Salvaguardamos e valorizamos o património documental da Região.
Início2021-05-10T11:32:44+00:00

“Fotografia, Cinema e Arquivos”

Seminário no Centro de Estudos de História do Atlântico – Alberto Vieira

13 e 14 de maio

A Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira (DRABM) e o Centro de Estudos de História do Atlântico – Alberto Vieira (CEHA-AV) promovem, nos dias 13 e 14 de maio, um seminário dedicado ao cinema e à fotografia, fenómenos culturais marcantes nas sociedades contemporâneas, que suscitaram particular atenção e interesse na ilha da Madeira, desde a sua génese no século XIX.

Vários investigadores associados a instituições regionais com responsabilidades no estudo e na divulgação cultural e científica do património cultural madeirense – DRABM, CEHA-AV e Universidade da Madeira –, bem como investigadores da Universidade Nova de Lisboa e da Universidade da Beira Interior, que, a nível nacional e internacional, têm trabalhado sobre a História do Cinema Português, vão apresentar e debater trabalho de investigação científica e de intervenção técnica na área da arquivística.
Simultaneamente, farão parte deste seminário três outras iniciativas: uma exposição de trabalhos de criação visual desenvolvidos no ano letivo de 2018-2019, por alunos de Artes Visuais da Escola Secundária de Francisco Franco, a partir de pesquisa sobre cinema e a sua história, sob coordenação da docente Filipa Venâncio (curadora da exposição) e em colaboração, quer com o projeto Plano Nacional de Cinema implementado na Escola Secundária de Francisco Franco, quer com a Casa-Museu Frederico de Freitas; a apresentação de um recente livro sobre cinema português; e um ciclo cinematográfico comentado, com a projeção de vários filmes que contaram com a colaboração de Manuel Luiz Vieira enquanto fotógrafo.
O seminário tem como parceiros a Universidade da Madeira – Centro de Investigação em Estudos Regionais e Locais da Universidade da Madeira, a Cinemateca Portuguesa, o Plano Nacional de Cinema / Escola Secundária de Francisco Franco e o CCICF – Cineclube do Funchal “Screenings Funchal”.
O Seminário “Fotografia, Cinema e Arquivos” encontra-se em processo de validação pela Direção Regional de Educação (Grupos 200, 240, 300, 400, 420, 430, 600), devendo os interessados em frequentar esta formação enviar um email de inscrição para ceha@madeira.gov.pt, com os seguintes dados: nome completo; grupo de recrutamento; escola; email; contacto telefónico; e NIF. Os participantes interessados em requerer comprovativo de frequência poderão solicitar a emissão do devido certificado.

Novos Horários: 3 de maio 2021

Informamos que, a partir de 3 de maio de 2021, o Arquivo e Biblioteca da Madeira regressa aos horários anteriores à pandemia.
Serviço de Certidões:
Dias úteis, entre as 9h30m e as 17h00m.
Sala de Leitura do Arquivo e Reservados:
Dias úteis, entre as 9h30m e as 19h50m;
Sábados, exceto feriados, por marcação.
Sala de Leitura Geral (Biblioteca) e Sala Infantojuvenil:
Segunda, exceto feriados, entre as 14h00m e as 19h50m;
Terça-feira a sexta-feira, exceto feriados, entre as 09h30m e as 19h50m;
Sábados, exceto feriados, entre as 9h30m e as 15h20m.

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa: 3 de maio
Obras em Domínio Público: 1821 a 1870

Para assinalar esta data, o ABM propõe uma leitura pelos primeiros jornais a serem editados na Madeira, datados entre 1821 e 1870. Este conjunto de periódicos foi doado ao Arquivo Regional da Madeira, em maio de 1980, pelo Diário de Notícias.
Os jornais estão acessíveis através do catálogo bibliográfico da ABM ou na RNOD (Rede Nacional de Objetos Digitais).

Comemorações Dia Mundial do Livro 2021

A Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira (DRABM) preparou um conjunto de iniciativas para assinalar o Dia Mundial do Livro.
No dia 23 de abril, no átrio do Arquivo e Biblioteca da Madeira (ABM) foi inaugurada uma exposição bibliográfica a propósito dos 400 anos do nascimento de Jean de La Fontaine: La Fontaine e a Fábula no Arquivo e Biblioteca da Madeira . Esta mostra está centrada na produção literária do autor e inclui dois núcleos. O primeiro, incide no percurso biográfico de La Fontaine e nas obras presentes no catálogo bibliográfico do ABM, maioritariamente antologias de fábulas. O segundo núcleo foca-se na fábula enquanto género literário de eleição de La Fontaine e pelo qual se notabilizou. Faremos um percurso histórico pela evolução da fábula, apresentando exemplos do nosso acervo. A mostra ficará patente no átrio do ABM e tem uma versão online na página institucional.

Na mesma data foi apresentado publicamente o primeiro episódio do projeto virtual “Conversas com Livros”, uma nova iniciativa de divulgação do ABM que junta um convidado, uma obra e um autor preferido. Para o primeiro episódio, o ABM convidou a autora madeirense Irene Lucília, que, a propósito de La Fontaine, fará uma reflexão sobre o escritor e a sua obra. O vídeo está disponível no canal YouTube do ABM.
Ainda no mês de abril, no âmbito do nosso projeto de apoio à Rede Regional de Bibliotecas Públicas foi disponibilizado um kit de livros de literatura às instituições aderentes, para empréstimo domiciliário aos seus leitores. A cedência destes títulos às bibliotecas municipais da Rede, no âmbito do serviço de empréstimo institucional da DRABM, tem a duração de um ano, podendo ser renovado por igual período.

Divulgação de obras em domínio público

António Feliciano de Castilho

Em 2021, a DRABM assinala com os seus leitores o Domínio Público, disponibilizando, mensalmente, um conjunto de autores e obras. As monografias disponibilizadas em linha podem ser livremente utilizadas e estão acessíveis através do catálogo bibliográfico do ABM.
No mês de abril destacamos a obra de António Feliciano de Castilho.
O autor nasceu em Lisboa no dia 28 de janeiro de 1800 e faleceu na mesma cidade no dia 18 de junho de 1875. Em 1817, matriculou-se na Universidade de Coimbra e em 1826 formou-se em Cânones. Esteve na Madeira, e depois de uma série de dissabores particulares e políticos, retira-se para a Ponta Delgada (Açores), onde se dedica à defesa das que serão as suas grandes causas: a exaltação da atividade agrícola e a difusão da instrução primária. Dedicou-se essencialmente à tradução de obras em latim, francês e inglês. É um dos principais autores do Romantismo em Portugal.

Revolta da Madeira: 4 de abril 1931
Novo livro disponível em domínio público

A Revolta da Madeira cumpre este ano o seu 90.º aniversário.
Tratou-se de uma revolta popular e militar contra o regime da Ditadura Nacional, em resposta à política económica restritiva imposta por António de Oliveira Salazar, à época desempenhando as funções de Ministro das Finanças. Este acontecimento histórico ocorreu na ilha da Madeira, iniciando-se na madrugada de 4 de abril de 1931.
Para assinalar esta data, o ABM disponibiliza aos seus leitores uma obra de José Lavrador, cônsul do Brasil. Este é um depoimento que narra os acontecimentos ocorridos na vila de Machico, entre fevereiro e abril de 1931. Dividida em três partes a obra relata os “Acontecimentos”, os “Actos e factos”, e um conjunto de reproduções fotográficas.
Esta monografia está acessível em linha através do catálogo bibliográfico da DRABM e na RNOD (Rede Nacional de Objetos Digitais).