Logotipo Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira
Salvaguardamos e valorizamos o património documental da Região.
Início2022-11-15T11:39:45+00:00

Divulgação de obras em domínio público: A. E. W. Marsh

A DRABM divulga junto dos seus leitores livros em Domínio Público, disponibilizando, mensalmente, autores e obras.
Em novembro apresentamos a obra Holiday wanderings in Madeira, de A. E. W. Marsh. Publicado em 1892, em Londres, será uma das primeiras narrativas de viagens sobre a Ilha da Madeira. Marsh descreve como foi a sua viagem à ilha da Madeira, acompanhando esta relato com imagens de lugares, pessoas, costumes e uma pequena história da descoberta da Ilha da Madeira.
Esta monografia pode ser consultada presencialmente na sala de leitura geral do Arquivo e Biblioteca da Madeira ou em formato digital através do catálogo bibliográfico da DRABM e na RNOD – Rede Nacional de Objetos Digitais.

SRTC/DRABM promoveu o Seminário Fotografia, Cinema: As Artes do Colonialismo

No dia 17 de novembro, entre as 11h e as 19h, o Centro de Estudos de História do Atlântico – Alberto Vieira (CEHA-AV) acolheu o Seminário Fotografia, Cinema: As Artes do Colonialismo, que incluiu uma exposição, uma mesa-redonda e a projeção de um documentário.

DRABM disponibiliza acesso a segundo lote de registos descritivos de processos judiciais (1889-1932)

A DRABM dá acesso na plataforma de pesquisa de arquivos ao segundo lote de registos descritivos de processos judiciais (1889-1932), desta feita produzidos pelo Tribunal Judicial da Comarca da Ponta do Sol, num total de 575 registos, relativos a duas séries: autos cíveis de inventário obrigatório (1889-1932) e autos cíveis de inventário entre maiores-facultativo (1904-1907).

DRABM disponibiliza 688 objetos digitais do arquivo da Comissão de Inquérito aos tumultos de 9 de agosto de 1846, na Madeira, em torno de Robert Reid Kalley

A DRABM disponibiliza na sua plataforma de pesquisa de arquivo os documentos da Comissão de Inquérito aos tumultos de 9 de agosto de 1846, na Madeira, em torno de Robert Reid Kalley (CRRK), num total de 109 documentos (688 objetos digitais), predominantemente datados entre 1841 e 1846. Este conjunto documental permite-nos reconstruir uma linha temporal desde os primeiros tempos do britânico na Madeira até aos tumultos que precipitaram a sua fuga da ilha.

Carta do Dr. Robert Kalley para o bispo do Funchal D. Januário Vicente Camacho, em que comunica que decidiu retomar a leitura das Sagradas Escrituras em sua casa no domingo, dia 15 de agosto de 1841, após um interregno decorrente da Portaria de 26 de abril do mesmo ano. Data: 1841-08-09. ABM, CRRK, cx. 1, n.º 5. Disponível na plataforma de descrição de arquivos.

DRABM apresentou volume n.º 11 da coleção “Madeira – Memórias Fotográficas”: Carlos de Áustria

A DRABM, por intermédio da ação científica e editorial do Centro de Estudos de História do Atlântico – Alberto Vieira (CEHA-AV), apresentou ao público o número 11 da coleção “Madeira – Memórias Fotográficas”, intitulado Carlos de Áustria.
O catálogo é composto de um ensaio introdutório – com o título Carlos de Áustria na Madeira (em Fotografias e outros Documentos), da responsabilidade de Filipe dos Santos, e pretende mostrar, através de fotografias, vários momentos do exílio do imperador Carlos de Áustria na Madeira (a partir de 19 de novembro de 1921), incluindo o seu falecimento (a 1 de abril de 1922) e a subsequente saída da sua família, assim como a vinda de familiares em décadas posteriores ao seu falecimento (em abril e dezembro de 1967, janeiro de 1968 e abril de 1972).
As fotografias provêm do fundo arquivístico da casa fotográfica Perestrellos Photographos (PER), que foi incorporado no Photographia – Museu “Vicentes”, atual Museu de Fotografia da Madeira – Atelier Vicente’s, e posteriormente depositado – em 2016 – no Arquivo e Biblioteca da Madeira; as legendas das fotografias ficaram a cargo de Filipe dos Santos, Alda Pereira, Manuela Marques e Tânia de Jesus.

O novo volume está disponível para venda na loja do Governo Regional ou presencialmente, na receção do Arquivo e Biblioteca da Madeira, e terá o preço de 7,50 euros.

Comemorações do bicentenário da Igreja Inglesa do Funchal: ABM disponibiliza acesso a 20 mil réplicas digitais de documentos do arquivo histórico desta Igreja Anglicana, datados a partir de 1802

O arquivo histórico da Igreja Inglesa do Funchal (Holy Trinity Church – HTC), depositado no Arquivo e Biblioteca da Madeira, desde 2021, é constituído por documentação datada entre 1802 e 2018, num total de 377 unidades de instalação (livros, pastas e documentação avulsa).

O ABM inicia a divulgação deste arquivo na sua plataforma de descrição de arquivo, com um primeiro lote, constituído por 76 registos descritivos e cerca de 20 mil imagens de documentos que remontam ao ano de 1802.

Este arquivo reúne documentação no âmbito da ação pastoral, administrativa, financeira, patrimonial e da gestão quotidiana da HTC. Destaque para os livros de registo de batismos, casamentos e óbitos celebrados na referida igreja, bem como para os livros de sepultamentos realizados no cemitério inglês. Assumem particular importância os livros de atas e deliberações de reuniões gerais de residentes britânicos, as pastas de correspondência recebida e expedida, onde se incluem as missivas estabelecidas com os cônsules ingleses na Madeira, documentos relativos à famosa disputa do Reverendo Lowe, catálogos dos livros pertencentes à biblioteca da Igreja, plantas, mapas com a localização da igreja e cemitério inglês na cidade do Funchal, entre outros.

A disponibilização deste arquivo, predominantemente constituído por documentos redigidos na língua inglesa, e singular na sua organização e conteúdo documental, representa um ativo bastante relevante para o conhecimento – ainda incipiente – da importante história da comunidade britânica na Madeira.

Mapa de parte da cidade do Funchal, mostrando a posição da Igreja Inglesa.

A legenda revela a posição geográfica da Igreja Inglesa e respetivo cemitério, face à localização dos principais hotéis e consulado britânico. Ano: Cerca de 1925. Dimensões: 382 x 3357 mm. Em depósito no ABM. HTC, n.º 63.
Disponível na plataforma de descrição arquivística do ABM.

Go to Top