Logotipo Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira
Salvaguardamos e valorizamos o património documental e bibliográfico da Região.
Início 2018-04-16T12:37:17+00:00

Dia Mundial do Livro

23 de abril

Projeto “Conversas com um Escritor” traz Ana Pessoa à RAM

No âmbito do Dia Mundial do Livro, o Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira traz à RAM a autora de livros juvenis Ana Pessoa.
A escritora estará no ABM a 23 de abril para uma sessão junto de alunos de escolas de 3.º ciclo da RAM. Trata-se de um projeto que decorre desde o início do ano letivo e culmina no Dia do Livro, ocasião em que os alunos terão a oportunidade de conhecer a escritora e apresentar-lhe resultados de trabalhos de interpretação das suas obras.
A sessão decorre às 10h00, no auditório do ABM, com entrada aberta ao público.

Ana Pessoa nasceu em Lisboa em 1982 e vive em Bruxelas, onde trabalha como tradutora. É autora de três livros juvenis: Mary John, Supergigante (Catálogo White Ravens, 2015) e O Caderno Vermelho da Rapariga Karateca (Prémio Branquinho da Fonseca, 2011). Os seus livros estão publicados no Brasil, na Colômbia e no México. Tem contos publicados em várias coletâneas e textos premiados em Portugal, Espanha e Itália. Integra a seleção Aarhus39, composta pelos 39 escritores europeus de literatura infantojuvenil, com menos de 40 anos, considerados mais promissores e relevantes.

Augusto João Soares

Arquivo fotográfico disponível na plataforma Archeevo

O ABM apresenta ao público o arquivo fotográfico de Augusto João Soares. As imagens podem ser consultadas na plataforma Archeevo.
Este fundo é constituído, na sua grande maioria, por retratos (27), provavelmente de familiares e amigos. Das restantes imagens, pela sua relevância histórica, destacamos as séries respeitantes às paisagens e à Primeira Guerra Mundial.

Comerciante de profissão, Augusto João Soares fez parte, entre 1926 e 1930, da firma “Soares & C.ª”, detentora do estabelecimento “Companhia Portuguesa de Bordados”. Em 1938, foi co-fundador da firma “Soares, Pereira & C.ª L.da”, que se dedicava ao ramo das comissões e consignações.
Consulte o caderno de divulgação.

ABM assinala o centenário da Batalha de La Lys

Para assinalar os 100 anos da Batalha de La Lys e homenagear o contingente português, eis dois registos do fotógrafo madeirense e tenente-coronel Alberto Camacho Brandão (1884-1945). Podem ver-se soldados em treinos, em vésperas da contenda que se revelou uma das mais mortíferas da I Guerra Mundial: 400 mortes e mais de 6 mil prisioneiros portugueses.